Rodeios: Diversão às custas de sofrimento

A Tradição Disfarçada

A origem das práticas apresentadas nos rodeios vêm desde a época do velho oeste, no bárbaro e cruel do tempo dos cowboys. Longe de ter alguma relação com os tempos do velho oeste, os rodeios não passam de espetáculos cruéis movidos pela ganância e pelo lucro. E como não bastasse todas as crueldades infringidas aos animais, o rodeio passou a ser considerado como esporte.

A Verdade sobre os Animais

Ao contrário do que aparenta ser, os animais de rodeio são extremamente dóceis. Se mostram selvagens somente porque são forçados fisicamente à isso, para mostrar a “coragem dos cowboys”. Embora os organizadores de rodeios aleguem que os animais trabalhem apenas 8 segundos, existe horas de treino por trás dos shows.

Algumas Acrobacias

rodeio5

Lançada de Bezerro: Animais com apenas 40 dias são perseguidos em alta velocidade por cavaleiros e derrubado no chão. O resultado de ser derrubado abruptamente no chão geralmente causa ruptura da medula espinha – ocasionando morte instantânea, rompimento parcial ou total da traquéia – ocasionando paralisia, ruptura de diversos órgãos internos causando morte lenta e dolorosa.

Laço em dupla: Team Roping: Dois cowboys saem em disparada onde um deles deve laçar a cabeça e outro as pernas traseiras. Depois de laçado, o boi é esticado pelos dois peões, onde muitas vezes sofre distensão de músculos e tendões e diversos ferimentos.

Bulldog: Dois peões em velocidade ladeiam o touro, que depois de derrubado, é segurado pelos chifres e tem seu pescoço torcido.

Ferramentas de Tortura

Sedem ou Sedenho: é um artefato de couro ou crina que é amarrado ao redor do corpo do animal, e fica sobre o pênis ou saco escrotal. É puxado com força no momento em que o animal sai na arena. Além do sofrimento, também pode causar fraturas, hemorragias subcutâneas, viscerais e internas.

Esporas: São objetos metálicos pontiagudos embutidos nas botas ou segurados pelos peões. São utilizados para golpear o animal no baixo-ventre e no pescoço.

Objetos pontiagrodeio 4udos: pregos, pedras, alfinetes e arames em forma de anzol são colocados nos sedenhos ou sob a sela do animal.

Choques elétricos e mecânicos: aplicados nas partes mais sensíveis dos animais.

Terebentina, pimenta e outras substâncias abrasivas: são introduzidas no corpo do animal.

Peiteira e sino: corda ou faixa de couro com um sino, amarrada ao redor do animal na região das axililas. à medida que o animal pula, o barulho do sino o estressa.

Golpes e marretadas: é o método mais usado quando o animal está velho ou cansado. Seguido de choques elétricos, esse método causa convulsões e faz o animal saltar descontroladamente, em altura e freqüencia não condizente com o seu físico, resultando em fratura na perna, no pescoço, coluna e distensões e ferimentos diversos.

Como Ajudar

A principal forma de ajudar é não indo à Rodeios. Você também estará ajudando divulgando todas essas informações, pois num país onde o rodeio é considerado esporte, só a conscientização das pessoas é que pode acabar com essa prática cruel.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.